Atividades interativas para pessoas com autismo

Atividades para crianças com autismo.

Atividades interativas para o desenvolvimento de habilidades

As atividades interativas abaixo são exemplos de como procuramos elaborar atividades educacionais divertidas com o objetivo de promover o desenvolvimento das habilidades socioemocionais, cognitivas, sensório-motoras e de comunicação de pessoas com diagnósticos do Espectro do Autismo, Transtornos Globais do Desenvolvimento, Síndrome de Asperger e características similares. Nosso objetivo é inspirar a pessoa com dificuldades de interação e comunicação para que ela queira interagir conosco e, dentro desta interação prazerosa, aprenda novas habilidades.

Quanto mais motivadora e divertida for a interação, maior a chance da pessoa com autismo permanecer espontaneamente na atividade conosco. Ao construirmos a interação, procuramos ajudar a pessoa com autismo a ficar altamente motivada por nossa ação. Oferecemos com empolgação alguma ação divertida baseada nas motivações e interesses da criança, daí o nome “ação motivadora”. Então se a criança gosta de música, por exemplo, nós podemos cantar, dançar e tocar algum instrumento musical. Se ela gosta de pular, nós podemos oferecer ajuda para ela pular na bola de fisioterapia.

Quando a criança já estiver altamente motivada por nossa ação, começamos a solicitar algo desafiador para ela. Por exemplo, o adulto faz cócegas (ação motivadora) várias vezes na criança sem pedir nada para ela. Apenas quando a criança já está altamente motivada pelas cócegas e demonstra de alguma forma querer mais, este adulto solicita algo desafiador para ela (o papel da criança na brincadeira), como falar uma palavra isolada ou uma sentença, olhar nos olhos, fazer algum gesto ou performance física específica, etc.

No momento em que a pessoa com autismo está altamente motivada por uma ação do adulto que a acompanha, ela tem a motivação como sua aliada para superar suas dificuldades e desenvolver habilidades. Ela supera suas dificuldades enquanto brinca com um outro ser humano! O prazer e a diversão na interação social levam a pessoa com autismo a querer interagir cada vez mais com outras pessoas e, conseqüentemente, aprender novas habilidades socioemocionais, cognitivas, sensório-motoras e de comunicação. Investir na conexão amorosa e divertida com a pessoa com autismo beneficia o relacionamento e o aprendizado.

É importante que cada atividade seja elaborada levando-se em conta as necessidades, os interesses e o estágio de desenvolvimento de cada indivíduo, de forma que a atividade seja motivadora, acessível e que promova com eficácia o desenvolvimento de habilidades específicas. Uma mesma atividade pode ser adaptada alterando-se: a meta educacional; o grau do desafio relacionado a uma mesma meta; a ação motivadora; o personagem ou a temática. As atividades a seguir trazem exemplos de como podemos oferecer estas variações para melhor atender às metas, aos interesses e necessidades da criança.

Clique aqui para baixar um pdf com atividades interativas para pessoas com autismo.

Clique nos links das atividades para ler a descrição completa das brincadeiras contendo as dicas de como brincar, variações e observações.

Curso Autismo, Interação Prazerosa e Aprendizagem

Atividade: Cócegas do personagem favorito
Atividades para crianças com autismo.

Interesses: Cócegas, suspense, vozes de personagens, máscaras, personagem favorito de sua criança (por exemplo, o Pablo do desenho animado dos Backyardigans).

Metas principais: Comunicação verbal. Desenvolver período de atenção compartilhada de 5min ou mais.

Ação motivadora (o papel do adulto):
O adulto veste uma máscara, age e fala como o Pablo – personagem dos Backyardigans favorito da criança – enquanto faz cócegas na criança.

Solicitação (o papel da criança):
A criança falar a palavra “Cócega” para pedir que o adulto faça cócegas nela.

Estrutura da atividade:
O adulto fantasiado informa que ele agora é o Pablo, imita a voz e os trejeitos do personagem e, com animação, anuncia que vai fazer cócegas na criança. Se a criança permitir a aproximação do adulto, ele faz cócegas nela sem pedir nada em troca, apenas faz cócegas e nomeia sua ação dizendo de forma clara e divertida a palavra “Cócega!”. O adulto estabelece uma atividade cíclica em que ele faz cócegas por alguns momentos, afasta-se fazendo suspense e… leia mais sobre essa atividade

 

Atividade: Passeio no super carro
Atividades para crianças com autismo.

Interesses:
Brincadeiras físicas, ser puxado sobre um colchonete, rodar, cócegas, massagens, bolhas de sabão, personagens favoritos de sua criança (por exemplo, os carros McQueen e Mate, da animação “Carros”, da Disney).

Metas principais: Comunicação verbal. Desenvolver período de atenção compartilhada de 10min ou mais.

Ação motivadora (o papel do adulto):
Levar a criança para passear pelo quarto sobre um colchonete, edredom, lençol ou lycra, com ou sem travesseiro. Você, utilizando o colchonete, representará o personagem McQueen, que levará a criança para variados tipos de passeios no quarto e estacionará em diferentes locais da cidade, como o Lava-Rápido (massagem), a Sorveteria de Pistache do Mate (cócegas) e o Trator das Bolhas (bolhas de sabão).

Solicitação (o papel da criança):
Falar a palavra “passear” para pedir por mais passeio no carro do McQueen.

Estrutura da atividade:

Anuncie com animação que você agora é o McQueen e que gostaria de levar sua criança para passear no colchonete pelo quarto para todos estes lugares incríveis. Explique o que acontecerá no carro e nos diferentes lugares. Se a criança não se sentar ainda no colchonete mas estiver interessada em você, coloque um boneco ou fantoche no colchonete e mostre para a criança como a brincadeira funciona. Quando ela se sentar no colchonete, puxe o colchonete pelo chão do quarto e comece a modelar a palavra “passear”. Faça pausas e observe… leia mais sobre essa atividade

 

Atividade: O sapo comedor de bolhas

Atividades para crianças com autismo.

Interesses:
Bolhas de sabão, movimentos corporais amplos, onomatopeias, efeitos sonoros, expressões faciais exageradas, suspense, animais.

Metas principais:
Comunicação verbal. Contato visual. Desenvolver período de atenção compartilhada de 5min ou mais.

Ação motivadora (o papel do adulto):
Fazer bolhas de sabão e, com suspense e animação, manusear o fantoche do sapo para que ele “coma” as bolhas.

Solicitação (o papel da criança):
Falar a palavra “Bolha”. Em algumas regiões brasileiras a bolha de sabão é chamada de bola de sabão. Se sua criança reside em uma destas regiões, modele e solicite que ela tente falar a palavra “Bola”.

Preparação da atividade:
Traga um potinho de fazer bolhas de sabão e um fantoche de sapo para o quarto. Se o fantoche for daqueles que abrem a boca, fica mais interessante ainda!

Estrutura da atividade:
Apresente o potinho de bolhas e comece a soprar bolhas para a criança. Se ela se interessar, faça mais bolhas. Modele a palavra com a qual a criança poderá pedir por mais bolhas de sabão: você diz “Bolhas” diversas… leia mais sobre essa atividade

 

Atividade: A TV musical

Atividades para crianças com autismo.

Interesses:
Canções infantis, gestos com os dedos para acompanhar as canções, danças, programas de TV, vídeos ou DVDs (por exemplo, o DVD educativo do Coelho Sabido, vídeos musicais da Galinha Pintadinha, etc).

Metas principais:
Contato visual. Imitação e participação física.

Ação motivadora (o papel do adulto):
Ser um coelho que canta as canções infantis favoritas da criança dentro de uma tela de TV de papelão. Fazer gestos com os dedos e mãos para acompanhar a letra das canções.

Solicitação (o papel da criança):
Olhar nos olhos do adulto para demonstrar interesse na continuidade da atividade interativa.

Preparação da atividade:
Confeccione uma TV de papelão. Utilize uma caixa de papelão com dimensões de cerca de 50cm X 50cm X 40cm de forma que na tela de sua TV (buraco na caixa) caibam a sua cabeça, parte do busto e suas mãos. Você pode colar alguns círculos coloridos de papel ou E.V.A abaixo da tela representando os botões da TV de volume e de canais. Orelhas de coelho feitas de papel ou tecido ajudam a caracterizar seu personagem.

Estrutura da atividade:
Estrutura da atividade: Entre na TV vestido de coelho e explique que você… leia mais sobre essa atividade

 

Atividade: Dado das brincadeiras

Atividades para crianças com autismo.

Interesses:
Brincadeiras físicas, pular, rodar, cair, balançar, massagem com diferentes pressões, andar de cavalinho nas costas do adulto, jogar objetos para cima e vê-los cair.

Metas principais:
Desenvolver atenção compartilhada de 15 minutos ou mais. Flexibilidade. Participação física.

Ação motivadora (o papel do adulto):
Oferecer 6 diferentes ações motivadoras para a criança de acordo com a faceta sorteada de um dado gigante
PULAR: Ajudar a criança a pular bem alto a segurando pelo tronco, ou segurando em suas mãos enquanto ela pula em uma pequena na cama elástica, ou ainda pulando sentada em cima de uma bola de Pilates ou fisioterapia.
RODAR: Girar em torno do próprio eixo com a criança em seu colo.
CAIR: Levantar a criança e gentilmente deixá-la cair em segurança sobre um conjunto de almofadas, pufes ou colchões.
BALANÇAR: Balançá-la em seus braços para uma lado e para outro, ou balançá-la para frente e para trás em seu colo enquanto vocês estão sentados em uma bola de fisioterapia, ou ainda balançá-la em uma rede no quarto.
APERTAR: Oferecer massagens com diferentes tipos de movimentos e intensidades de pressão nas diversas partes do corpo da criança.
CAVALO (ou PASSEAR): Levar a criança para andar de cavalinho em suas costas.

Solicitação (o papel da criança)
Jogar o dado gigante.

Preparação da atividade
Confeccione um cubo grande… leia mais sobre essa atividade

 

Atividade: O show das charadas (sessão a 3)

Atividades para crianças com autismo.

Interesses:
Personagens favoritos da criança, responder a perguntas, demonstrar seu conhecimento (ser o perito), programas de perguntas da televisão.

Metas principais:
Desenvolver interesse em informações pessoais. Flexibilidade.

Ação motivadora (o papel do adulto líder):
Ser um apresentador de programa de televisão que sorteia e lê o cartão com as dicas de cada charada para os 2 participantes.

Modelo social (o papel do adulto assistente ou da 2a criança):
Ser um dos participantes do jogo e, com animação, atender às instruções do líder ouvindo as perguntas e tentando adivinhar a charada em sua vez, agindo como o modelo para a sua criança.

Solicitação (o papel da criança)
Ouvir as perguntas e tentar adivinhar a charada, seguir as regras do jogo, alternar a vez.

Preparação da atividade:
Confeccione uma série de cartões. Cada cartão contém 10 dicas referentes a uma pessoa ou um personagem a ser adivinhado. As pessoas podem ser personalidades do mundo, familiares, amigos ou personagens de filmes, animações, livros ou gibis. Utilize acessórios divertidos para se caracterizar como um apresentador de… leia mais sobre essa atividade

 

Atividade: O seu próprio jogo de tabuleiro

Atividades para crianças com autismo.

Interesses:
Conquista de objetivos, demonstrar seu conhecimento (ser o perito) em seu assunto favorito, suspense/antecipação, aventuras com os personagens favoritos (por exemplo, a turma do Batman).

Metas principais:
Flexibilidade – ajudar a criança, o adolescente ou o adulto a participar de um jogo com diversas etapas, estrutura complexa e um conjunto de regras. Desenvolver período de atenção compartilhada de 20 minutos ou mais. Participação física em jogo simbólico. Comunicação verbal.

Preparação da atividade:
Desenhe em uma cartolina o caminho do jogo todo dividido em casinhas nas quais os jogadores moverão suas peças. Inclua um início e um fim. Pinte as casinhas com 3 cores diferentes alternadas. Plastifique o tabuleiro para que ele fique mais resistente e para que possa ser reutilizado em outras sessões com outras temáticas. Cole figuras em alguns pontos do caminho para representar a aventura do Batman, como a Bat Caverna, o Batmóvel, a Mulher Gato, o esconderijo do Charada.
Confeccione até 30 cartões divididos em 3 categorias representadas pelas… leia mais sobre essa atividade

 

Atividade: Bolhas de sabão com o bob esponja

Atividades para crianças com autismo.

Interesses:
Bolhas de sabão, suspense, brincadeira de montar figuras, o personagem favorito de sua criança (por exemplo, o Bob Esponja do desenho animado).
Metas principais:
Uso da imaginação. Participação física da criança na brincadeira. Aprendizado da sequência de preparação para a ida à escola (atividade de vida diária). Motricidade fina.

Ação motivadora (o papel do adulto):
O adulto veste uma máscara, age e fala como o Bob Esponja – personagem do desenho favorito da criança – enquanto brinca de fazer bolhas de sabão com a criança.

Solicitação (o papel da criança):
A criança poderá ajudar o adulto a preparar o menino desenhado em um cartaz para ir para a aula, prendendo figuras no cartaz. Ao fazer isso, o adulto faz bolhas de sabão para ela.

Estrutura da atividade:
O adulto fantasiado informa que ele agora é o Bob Esponja, imita a voz e os trejeitos do personagem e, com animação, anuncia que vai fazer bolhas de sabão para a criança… leia mais sobre essa atividade

 

Mais atividades interativas para pessoas com autismo do nosso blog

 

Baixe gratuitamente nosso eBook com um trecho do livro Dez coisas que toda criança com autismo gostaria que você soubesse

 

Curso Autismo, Interação Prazerosa e Aprendizagem