O estilo responsivo na inclusão escolar de crianças com autismo

O estilo responsivo na inclusão escolar de crianças com autismo

Por Sean Fitzgerald, diretor do Autism International

Se a sua criança freqüenta a escola ao mesmo tempo em que participa também de um programa educacional domiciliar de estilo responsivo, você pode contribuir para a criação de um projeto de metas compartilhadas e o espírito de trabalho em equipe entre você e os profissionais da escola. Compartilhe com a escola as atuais metas e estratégias de seu programa domiciliar. Informe aos profissionais da escola que você está enfatizando o desenvolvimento das habilidades sociais em casa, e de que forma você está incentivando maior contato visual, habilidades de atenção compartilhada e comunicação. Descreva como você está utilizando o brincar e o estilo responsivo para construir um relacionamento e uma conexão ainda mais profunda com sua criança.

Informe-se sobre as atuais metas e atividades pedagógicas na escola para sua criança. Crie um simples formulário de relatos para ser preenchido pelos profissionais da escola diariamente e outro a ser preenchido quinzenalmente (um resumo). Estes relatórios têm como objetivo mantê-lo consciente das conquistas e das dificuldades de sua criança na escola.

Procure saber com antecedência quais serão as atividades propostas na escola de forma que você possa preparar sua criança para estas atividades escolares durante as sessões em casa.

Busque um equilíbrio entre o estilo diretivo e responsivo de interação. Nos estágios iniciais de um programa domiciliar com estilo responsivo, somos responsivos em cerca de 90% do tempo. À medida que a criança se desenvolve socialmente e se torna muito mais interativa e flexível, então nós começamos a introduzir mais períodos em que somos diretivos ou posicionamos a criança em um ambiente mais diretivo (como a escola). Queremos buscar o equilíbrio dos dois estilos de uma forma que seja efetiva para a criança. Algumas crianças, quando passam mais tempo no ambiente diretivo da escola, necessitam de um estilo mais responsivo em casa até que desenvolvam melhor a habilidade de lidar com ambientes diretivos.

Leia mais desse texto e encontra-se um conjunto de ideias e sugestões para aqueles que desejam incorporar algumas das ferramentas do estilo responsivo de interação dentro do ambiente escolar.

O conteúdo inclui:

Clique aqui para baixar o pdf com o texto em inteiro sobre o estilo responsivo na inclusão escolar de crianças com autismo.

Texto publicado em nosso site com a autorização do autor.