Passeio no super carro - atividade para crianças com autismo

09/10/2014

Leia uma divertida atividade para crianças com autismo para desenvolvimento da comunicação verbal e da atenção compartilhada!

Interesses:

Brincadeiras físicas, ser puxado sobre um colchonete, rodar, cócegas, massagens, bolhas de sabão, personagens favoritos de sua criança (por exemplo, os carros McQueen e Mate, da animação “Carros”, da Disney).

Metas principais:

Comunicação verbal.
Desenvolver período de atenção compartilhada de 10min ou mais.

Ação motivadora (o papel do adulto):

Levar a criança para passear pelo quarto sobre um colchonete, edredom, lençol ou lycra, com ou sem travesseiro. Você, utilizando o colchonete, representará o personagem McQueen, que levará a criança para variados tipos de passeios no quarto e estacionará em diferentes locais da cidade, como o Lava-Rápido (massagem), a Sorveteria de Pistache do Mate (cócegas) e o Trator das Bolhas (bolhas de sabão).

Solicitação (o papel da criança):

Falar a palavra “passear” para pedir por mais passeio no carro do McQueen.

Preparação da atividade:

Você pode se caracterizar de McQueen vestindo-se de vermelho e prendendo um cartaz do McQueen em sua camiseta. Se você tiver uma caixa de papelão com dimensões de cerca de 50cm X 50cm X 40cm, você pode decorar as laterais como sendo o carro McQueen, abrir o fundo para poder entrar dentro dela e “vesti-la”. Desenhe ou faça colagens com impressões da internet em 3 cartazes que representarão os diferentes locais que vocês visitarão: a figura de um lava-rápido com um carro dentro, a figura de um sorvete com o Mate ao lado, e a figura de um trator fazendo bolhas de sabão. Cole cada cartaz em uma parede diferente do quarto.

Estrutura da atividade:

Anuncie com animação que você agora é o McQueen e que gostaria de levar sua criança para passear no colchonete pelo quarto para todos estes lugares incríveis. Explique o que acontecerá no carro e nos diferentes lugares. Se a criança não se sentar ainda no colchonete mas estiver interessada em você, coloque um boneco ou fantoche no colchonete e mostre para a criança como a brincadeira funciona. Quando ela se sentar no colchonete, puxe o colchonete pelo chão do quarto e comece a modelar a palavra “passear”. Faça pausas e observe os sinais da criança demonstrando querer ou não a continuidade da brincadeira. Variar a velocidade e o trajeto do passeio pode trazer mais diversão. Ofereça passeios rápidos, lentos, com tranquinhos, com pulinhos (buracos na estrada!), curvas mais radicais, paradas inesperadas no repentino farol vermelho, fantoches e bonecos como acompanhantes no carro. Você dá várias voltas pelo quarto puxando a criança no colchonete e alterna as paradas nos diferentes locais. Ao visitar o Lava-Rápido, você oferece à criança massagem com os panos que lavam o “carro”. Na Sorveteria de Pistache do Mate, a criança ganha um sorvete de pistache que na verdade é pimenta e causa um “ataque de cócegas” que você faz nela. No Trator das Bolhas, você faz bolhas de sabão e ajuda a criança a pegar cada uma delas. Quando a criança estiver altamente motivada, solicite que ela tente falar a palavra “passear” antes de cada novo ciclo de passeio no colchonete. Celebre e imediatamente dê a ação de passear como resposta a qualquer tentativa da criança para falar a palavra, mesmo que ela ainda não consiga falar a palavra solicitada claramente.

Variações:

Se a sua criança está começando a falar em sentenças ou já fala em sentenças de 4 a 5 palavras, você pode solicitar que ela diga em uma sentença qual o tipo de passeio ou para qual local ela deseja ir. Modele e solicite uma sentença apropriada ao estágio de desenvolvimento da comunicação verbal de sua criança.

Você pode adaptar esta atividade para um adolescente ou adulto substituindo o colchonete por uma cadeira giratória com rodízios (rodinhas), e substituindo a temática da animação “Carros” por uma temática de interesse da pessoa. A cadeira pode ser um trem, um avião, um foguete, uma máquina do tempo, uma montanha russa, um portal mágico, um caminhão de bombeiros, o que for interessante para o seu parceiro de brincadeira.

Ao invés de solicitar que a criança ou adulto fale a palavra “passear”, você pode solicitar que a pessoa escolha o local que deseja ir entregando a você um dos cartões ou cartazes idênticos aos cartazes afixados na parede para representar os diferentes locais.

Observações:

Simplifique! Você não precisa confeccionar nada, não precisa ser nenhum personagem, e nem inventar diferentes estações no quarto para oferecer novas ações motivadoras durante a brincadeira. Simplesmente convide sua criança para passear no colchonete! Faça pausas animadas, solicite que ela comunique de alguma forma que quer passear de novo, e a leve para passear novamente. Divirta-se dessa maneira! Depois de algumas sessões, você pode começar a adicionar novos elementos na brincadeira. E se a sua criança ainda não apresenta uma média do período de atenção compartilhada de 5 minutos ou mais, esta versão simplificada é a mais recomendada para ela.

O que você achou dessa atividade para crianças com autismo?

Envie-nos a sua opinião sobre essa atividade e compartilhe a atividade para crianças com autismo com seus familiares e amigos!

Releia também o nosso texto sobre a educação social das pessoas com autismo: http://www.inspiradospeloautismo.com.br/o-que-e-autismo/educacao-social-no-tratamento-de-autismo/

Compartilhe com um amigo ou colega nas mídias sociais a seguir:

Postagens Relacionadas

Montando palavras com pulos mágicos – atividade para alfabetização
10 agosto, 2016

Montando palavras com pulos mágicos Interesses: Participar de jogos e desafios, atividades físicas como pular e receber cócegas, animais. Metas principais: Desenvolvimento da leitura e da escrita a partir da utilização de sílabas que formarão palavras. Atenção compartilhada de 15 minutos ou mais. Ação motivadora (o papel do adulto): O […]

Leia mais
Conversando com o papagaio curioso – estimulando sua criança a responder a perguntas
3 agosto, 2016

Conversando com o papagaio curioso Interesses: Assistir a encenações, ouvir histórias, interagir com animais, fantoches. Metas principais: Comunicação verbal: responder a perguntas que envolvem “quem”, “qual”, “o que”, “onde” e “por que”. Desenvolver período de atenção compartilhada de 20 min ou mais. Ação motivadora (o papel dos adultos): Um adulto poderá encenar […]

Leia mais
Atividade para desenvolver a comunicação – desenhando uma história em quadrinhos
14 julho, 2016

Desenhando uma história em quadrinhos Interesses: Desenhar, ouvir e contar histórias, personagens de histórias em quadrinhos (por exemplo, a Turma da Mônica). Metas principais: Comunicação verbal (relatar experiências). Desenvolver período de atenção compartilhada de 15 min ou mais. Ação motivadora (o papel do adulto): O adulto desenha em uma cartolina uma história em […]

Leia mais
Deixe um comentário
Fazendo a história – atividade para crianças com autismoComo se inspirar para ajudar crianças, adolescentes e adultos com autismo
Todos os comentários ( 6 )
  • Avatar
    Maria socorro
    10/10/2014 em 6:47 pm

    Ótimo artigo sobre as atividades, mas com criança é bem mais fácil. E com o adolescente? Uma cadeira giratória? Mas pode quebrar! E como empurrar?

    Resposta
  • Avatar
    Giovanna Baú
    12/11/2014 em 2:50 pm

    Olá, Maria. Achei interessante a ideia da cadeira giratória para a brincadeira com adolescentes! Poderia empurrar pelo encosto de forma que o adolescente pudesse ver para onde […] Leia maisOlá, Maria. Achei interessante a ideia da cadeira giratória para a brincadeira com adolescentes! Poderia empurrar pelo encosto de forma que o adolescente pudesse ver para onde estariam indo. Caso perceba que a cadeira não seja resistente para a atividade, poderia usar um skate, amarrando uma corda para puxá-lo. O efeito seria igualmente divertido ao do colchonete, com menos esforço físico. Abraços. Leia Menos

    Resposta
  • Avatar
    salete
    26/01/2015 em 11:25 am

    EXCELENTE SUAS ATIVIDADES.

    Resposta
  • Avatar
    Toni Carlos
    30/01/2015 em 9:05 am

    Muito bom a matéria! Sou pai do Benjamin de 3 anos, autista, e estou ainda aprendendo como a lidar com tudo isso. E […] Leia maisMuito bom a matéria! Sou pai do Benjamin de 3 anos, autista, e estou ainda aprendendo como a lidar com tudo isso. E preciso de atividades cotidianas para desenvolver a fala. Preciso também de uma lista das coisas que não devo fazer que possa atrapalhar o aprendizado. Sou grato pela ajuda. Deus abençoe a todos. Leia Menos

    Resposta
  • Avatar
    nubia
    13/03/2015 em 6:06 pm

    Muito boas as dicas desse site.

    Resposta
  • Avatar
    Alexandra
    28/09/2017 em 9:29 am

    Adorei atividade, sei que vai me auxiliar bastante em relação ao meu aluno.

    Resposta

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Informativo da Inspirados pelo Autismo

E-mail (obrigatório):

Nome:

Sobrenome:


FamiliarProfissional/ estudante da área de saúdeProfissional/ estudante da área de educaçãoOutro

Próximos cursos da Inspirados pelo Autismo:
Curso dinâmico e prático

“Finalmente encontrei um curso sobre autismo que atendeu minhas expectativas. Foi ministrado numa linguagem acessível, de forma dinâmica e prática, no qual assimilei um aprendizado que já me habilitou a lidar com o autismo.”

Ilza Correia, pedagoga
Curso sobre autismo.
Informações claras

“Informativo, interativo, responsivo e dinâmico. Curso muito organizado, bem estruturado, com informações claras e demonstrações muito sensibilizantes. Aporte teórico demonstrado na prática a todo o momento, facilitando o entendimento.”

Daniele Gomes, coordenadora pedagógica
Curso sobre autismo.
Inovador, prático e inspirador
“Inovador, prático, inspirador, conteúdo bem completo, considerando a amplitude das características do autismo.”
Yvina Baldo, professora e mãe
Curso sobre autismo.
Compreender o mundo do autismo
“Inspirador, me fez compreender o mundo do autismo (do meu filho) melhor, me deu força, esperança e me tirou do papel de expectadora, me abriu portas para um mundo diferente, me fez ter outros olhos e me deu o poder de fazer a diferença na vida do meu filho. Fiquei muito feliz de ter participado do curso e indico para todos os profissionais e familiares de pessoas com autismo.”
Danielle Speranza, mãe
Curso sobre autismo.
Aprender através de atividades prazerosas
“Como uma grande oportunidade de aprender, conhecer e desenvolver nossa sensibilidade de forma com que possamos auxiliar nossas crianças ou adultos com autismo a encontrar prazer em interagir socialmente, em brincar, aprender através de atividades lúdicas, interativas e prazerosas para ambas as partes. Vale a pena! É incrível!”
Fabrícia Corrêa Elias, professora
Curso sobre autismo.
Uma experiência fantástica
“Uma experiência fantástica, rica em conhecimento, informação. Superou minhas expectativas, realmente muito bom e proveitoso.”
Ellen Rolim, fonoaudióloga
Muito esclarecedor e motivador
“Fantástico, muito esclarecedor e motivador. Você sai do curso com vontade de chegar em casa e aplicar tudo que aprendeu.”
Lucia Sangiacomo, mãe