Como ensinar matemática para crianças com autismo

13/11/2015

Interesses:Como ensinar uma criança com autismo a somar

Dar voltas pelo quarto de brincar em cima de um tecido, simulando um voo de avião.

Metas principais:

Aprendizado de matemática (operações de adição).
Participação em brincadeira simbólica.

Ação motivadora (o papel do adulto):

O adulto leva a criança para dar voltas pelo quarto de brincar sobre um tecido simulando um divertido e emocionante voo de avião pelo quarto de brincar. O avião pousará próximo a um supermercado, onde a criança e o adulto poderão fazer compras, como ilustrado no vídeo abaixo.

Solicitação (o papel da criança):

A criança poderá escolher os produtos do supermercado e depois será motivada a somar a quantidade de produtos escolhidos.

Estrutura da atividade:

Como iniciar a atividade com entusiasmo?

O adulto usa empolgação para convidar a criança para dar voltas ou giros pelo quarto sobre um tecido, como se estivesse num voo de avião. O avião voará pelo quarto diversas vezes e o adulto pode explicar à criança que quando o avião estacionar, eles terão chegado a um supermercado (mais motivador ainda se for a representação de um supermercado que a criança conhece e gosta de frequentar em sua cidade).

O adulto então estabelece uma atividade cíclica em que ele leva a criança para dar voltas pelo quarto no tecido.  Após 1 a 5 voltas, o adulto afasta-se fazendo suspense e, de forma previsível volta a levar a criança para dar voltas novamente, repetindo diversos ciclos sem pedir nada à criança, apenas fazendo a ação motivadora de graça, pausando por alguns segundos, fazendo a ação novamente, pausando, e assim por diante.

Como fazer uma solicitação divertida?

O adulto poderá se divertir com a criança enquanto a leva pelos voos no quarto e, quando notar que a criança está altamente conectada, demonstrando este interesse através de olhares, sorrisos, gestos, sons ou palavras, o adulto pode anunciar animadamente que eles chegaram ao supermercado.

O adulto poderá mostrar para a criança um cartaz com alguns produtos de supermercado afixados. Ao elaborar o cartaz e os produtos, você poderá escolher bebidas e comidas que a sua criança goste. O adulto então explica que eles vão poder escolher algumas bebidas e algumas comidas, destacando estes itens do cartaz e colocando-os em cima de outro cartaz menor. Neste cartaz menor, poderão existir campos em branco (por ex.: ___ + ___ = ___).

O adulto ajudará a criança a contar a quantidade de itens de bebidas e a quantidade de itens de comida. Cada quantidade será anotada pelo adulto nos campos do cartaz menor. Depois, o adulto e a criança farão a operação de adição, contando todos os itens selecionados e chegando à soma total dos itens escolhidos.  A soma total também será anotada no cartaz menor.

A solicitação para que a criança destaque os itens de supermercado do cartaz e depois realize a contagem e a soma dos mesmos é feita através de um convite animado, e não uma ordem. As tentativas da criança de escolher os produtos, de contá-los e somá-los são então comemoradas carinhosamente pelo adulto.

Após realizarem a primeira compra no supermercado, o adulto convida animadamente a criança para uma nova volta pelo quarto, e um novo ciclo da brincadeira se inicia.

É possível realizar a atividade com dois adultos facilitadores e uma criança?

Esta atividade poderá ser realizada entre um adulto facilitador e uma criança e, dependendo do estágio de desenvolvimento da criança, a atividade poderá sim ser também conduzida por dois adultos facilitadores.

As consultoras da Inspirados pelo Autismo Fernanda Nascimento e Jaqueline França conduziram uma sessão a três usando esta atividade. As duas consultoras juntas levaram a criança para dar a volta de avião pelo quarto, e comemoram com entusiasmo todas as participações da criança na brincadeira.

Uma das vantagens de realizar sessões a três é que, enquanto um adulto pode conduzir a atividade, o outro pode ser um modelo social para a criança de como agir na brincadeira, facilitando a compreensão e o engajamento na atividade. O adulto que conduz a atividade pode então dar explicações ao outro facilitador e e celebrar a participação dele na brincadeira, motivando a criança a também realizar as tentativas.

Acesse o vídeo abaixo para assistir a um trecho da sessão realizada pelas nossas consultoras com essa atividade interativa:

Variações:

Quando a criança já consegue somar as duas categorias de produtos com facilidade, podemos ajustar o grau do desafio desta atividade criando mais categorias a serem somadas. Por exemplo, em vez de somar duas categorias (alimentos e bebidas), o adulto pode convidar a criança a somar três ou quatro tipos de produtos diferentes, aumentando o “carrinho” de compras. O cartaz menor poderá então ter o formatos ___ + ___ + ___  = ___ ou ___ + ___ + ___ + ___= ___.

Para ajudar a criança a manter-se motivada durante a interação e prolongar o tempo de duração da atividade, podemos inserir em alguns ciclos pequenas variações na ação motivadora como, por exemplo, o adulto mostrar que o avião está voando em diferentes altitudes, enfrentando uma tempestade, passando por cima de cidades ou voando em câmera lenta. Caso vocês estejam realizando uma sessão a três, a criança pode ser inicialmente levada por um adulto só, e então o outro adulto facilitador pode ser anunciado, entrar no quarto com uma fantasia diferente e seguir no voo com a criança em direção ao supermercado. O adulto pode ainda cantar músicas ou representar personagens que a criança goste enquanto a leva para dar voltas de avião pelo quarto.

Se a criança se interessar por dar giros pelo quarto, mas nós desejarmos trabalhar a meta de número-adição associada a uma meta diferente, como, por exemplo, a comunicação verbal expressiva, podemos pedir que a criança fale o número de itens de cada categoria de produtos, nomeie cada produto ou que ajude o adulto a contar o número de voltas dadas pelo quarto no avião.

Já se a meta for aumentar ainda mais a participação da criança na brincadeira simbólica, podemos oferecer o “passeio pela cidade” (no quarto) de diferentes modalidades – de avião (em cima do tecido), à cavalo (com a criança de “cavalinho” nas costas do adulto), de carro (o adulto pode levar a criança dentro de uma caixa), etc. O adulto também pode criar situações específicas, por exemplo: Imagine que vamos assistir a um filme em casa, então que comidas e bebidas vamos comprar no supermercado? Ou vamos imaginar que nossa família vai para o clube, o que a gente vai levar do supermercado para o lanche? Podemos também convidar a criança a expandir o jogo simbólico e continuar a trabalhar a matemática pagando com dinheiro de brincadeirinha o valor final da compra e receber do caixa o troco.

Se a nossa criança não se interessar por dar voltas no quarto, podemos manter a mesma estrutura e meta da brincadeira e oferecer ações motivadoras diferentes como, por exemplo, cócegas, massagens, pular na cama elástica, pular na bola de Pilates, etc. Nossa experiência tem nos mostrado que algumas crianças apreciarão por si só a experiência de simular uma compra no supermercado e, nesse caso, olhar o cartaz e escolher os produtos já serão ações motivadoras empolgantes e interessantes para elas.

Compartilhe essa atividade sobre como ensinar matemática para crianças com autismo através das redes sociais. Veja também outras atividades interativas em nosso site!

As consultoras Fernanda e Jaqueline e toda a Equipe da Inspirados pelo Autismo agradecem à família pela cessão do vídeo e pela possibilidade de compartilhá-lo em nosso site.

Baixe gratuitamente um material de apoio visual para ajudar crianças a usar o vaso sanitário

Compartilhe com um amigo ou colega nas mídias sociais a seguir:

Postagens Relacionadas

Como ajudar pessoas com autismo a lidar com o barulho de fogos de artifício
2 fevereiro, 2018

A equipe da Inspirados pelo Autismo recebeu a seguinte pergunta, ‘Meu filho de 4 anos entra em crise com fogos de artifício. O que posso fazer nesse momento e como posso ajudá-lo a longo prazo?’ Assista ao vídeo com a resposta da psicóloga e consultora da Inspirados pelo Autismo, Giovanna […]

Leia mais
Como lidar com o comportamento repetitivo do meu filho ou aluno com autismo?
3 setembro, 2016

Oi pessoal, eu sou a Giovanna Baú, psicóloga e consultora da Inspirados pelo Autismo. Aqui na Resposta Inspiradora, responderemos a perguntas enviadas a nós por vocês, que assistem aos nossos vídeos. Nosso objetivo é informar, inspirar e habilitar famílias e profissionais a ajudar crianças e adultos a desenvolver suas habilidades, […]

Leia mais
Apoios visuais produzidos por um casal de pais ajudam crianças com autismo nas tarefas do dia a dia
1 setembro, 2016

Adriana Godoy é mãe, cantora profissional e uma pessoa super inspirada que, junto ao marido desenhista, elaborou uma série com excelentes apoios visuais para ajudar pessoas com autismo em seu dia a dia. Chamados pelo casal de desenhos roteirizados, os materiais são uma eficaz ferramenta para ajudar pessoas com a […]

Leia mais
Deixe um comentário
Como fortalecer um vínculo com sua criança com autismoAtividade para desenvolver a leitura, a escrita e a motricidade fina – voando com o Patati Patatá
Todos os comentários ( 12 )
  • Avatar
    Rita Daltro
    15/11/2015 em 5:48 am

    Gostei muito do trabalho realizado.

    Resposta
    • Avatar
      Inspirados pelo Autismo
      @Rita Daltro
      17/11/2015 em 4:44 pm

      Olá Rita,Que bom saber que você aprecia o nosso trabalho!Veja mais exemplos de atividades interativas acessando o link a seguir: http://www.inspiradospeloautismo.com.br/a-abordagem/atividades-interativas-para-pessoas-com-autismo/Atenciosamente, Equipe Inspirados pelo Autismo

      Resposta
  • Avatar
    cassia maria
    15/11/2015 em 10:01 pm

    Eu gostei muito, eu sou professora e trabalho com crianças com autismo, é muito interessante ❤❤❤❤❤

    Resposta
    • Avatar
      Inspirados pelo Autismo
      @cassia maria
      17/11/2015 em 4:51 pm

      Olá Cassia,Agradecemos pela carinhosa apreciação de nossa atividade.Em seu trabalho como professora, você poderá se beneficiar dos nossos artigos com:- Estratégias para Incorporar o […] Leia maisOlá Cassia,Agradecemos pela carinhosa apreciação de nossa atividade.Em seu trabalho como professora, você poderá se beneficiar dos nossos artigos com:- Estratégias para Incorporar o Estilo Responsivo na Escola: http://www.inspiradospeloautismo.com.br/a-abordagem/o-estilo-responsivo-na-escola/- 15 Dicas para Ajudar Alunos com Autismo na Escola: http://www.inspiradospeloautismo.com.br/cartaz-com-15-ideias-para-projetos-de-inclusao-de-alunos-com-autismo/Muito sucesso com seus alunos!Atenciosamente, Equipe Inspirados pelo Autismo Leia Menos

      Resposta
  • Avatar
    CAMILA
    18/11/2015 em 3:25 pm

    Olá meninas parabéns pelo lindo trabalho! Sou professora de Educação Especial, e precisaria de uma formação para trabalhar com Autistas. Como fazem para colar na parede as […] Leia maisOlá meninas parabéns pelo lindo trabalho! Sou professora de Educação Especial, e precisaria de uma formação para trabalhar com Autistas. Como fazem para colar na parede as imagens? Usam apenas fitas colantes? Obrigada, Camila Leia Menos

    Resposta
  • Avatar
    Jaqueline
    23/11/2015 em 3:41 pm

    Olá Camila, obrigada! As imagens foram impressas coloridas e pode ser usado fita larga durex ou papel contact para encapar as imagens e o cartaz azul. […] Leia maisOlá Camila, obrigada! As imagens foram impressas coloridas e pode ser usado fita larga durex ou papel contact para encapar as imagens e o cartaz azul. Na parede usamos durex ou fita creme para fixar. Dica: O cartaz branco para fazer o cálculo da adição você pode encapar com papel contact e usar como quadro branco. Você pode usar velcro adesivo também para fixar as imagens e/ou cartaz na parede. Abraços!! Jaqueline Leia Menos

    Resposta
  • Avatar
    Néia
    19/04/2016 em 1:45 pm

    Muito bom! Eu estou procurando métodos sobre como se trabalha a matemática com crianças autistas, porque irei fazer meu TCC baseada nelas. Adorei!

    Resposta
    • Avatar
      Inspirados pelo Autismo
      @Néia
      27/04/2016 em 2:51 pm

      Olá Néia,Nós gostaríamos de parabenizá-la por desenvolver um TCC sobre o ensino da matemática às crianças com autismo. Para conhecer melhor a nossa abordagem e […] Leia maisOlá Néia,Nós gostaríamos de parabenizá-la por desenvolver um TCC sobre o ensino da matemática às crianças com autismo. Para conhecer melhor a nossa abordagem e os princípios que utilizamos em nosso trabalho, sugerimos que você acesse o link a seguir: http://www.inspiradospeloautismo.com.br/a-abordagem/Atenciosamente, Equipe Inspirados pelo Autismo Leia Menos

      Resposta
  • Avatar
    Inez Leão
    28/09/2016 em 10:03 pm

    Que legal! Amei! Muito bom mesmo.

    Resposta
    • Avatar
      Inspirados pelo Autismo
      @Inez Leão
      03/10/2016 em 2:49 am

      Olá Inez,Veja mais exemplos de atividades para pessoas com autismo em nosso site:https://www.inspiradospeloautismo.com.br/a-abordagem/atividades-interativas-para-pessoas-com-autismo/Continue acompanhando o nosso blog!Atenciosamente,Equipe Inspirados pelo Autismo

      Resposta
  • Avatar
    Irineide
    25/01/2017 em 3:10 pm

    Adorei, muito bom! Sou professora do 5º ano e tenho um aluno diagnosticado, que até agora só aprendeu a fazer contas de adição com imagens […] Leia maisAdorei, muito bom! Sou professora do 5º ano e tenho um aluno diagnosticado, que até agora só aprendeu a fazer contas de adição com imagens apenas. Vocês teriam outros metodos para que eu possar dar continuidade nesse processo de aprendizagem?Obrigada Leia Menos

    Resposta
  • Avatar
    maria
    19/07/2018 em 3:03 pm

    amei quero aprender mais pois tenho um neto que e autista de 5 anos e quero apreder mais com o caso

    Resposta

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Informativo da Inspirados pelo Autismo

E-mail (obrigatório):

Nome:

Sobrenome:


FamiliarProfissional/ estudante da área de saúdeProfissional/ estudante da área de educaçãoOutro

Próximos cursos da Inspirados pelo Autismo:
Curso dinâmico e prático

“Finalmente encontrei um curso sobre autismo que atendeu minhas expectativas. Foi ministrado numa linguagem acessível, de forma dinâmica e prática, no qual assimilei um aprendizado que já me habilitou a lidar com o autismo.”

Ilza Correia, pedagoga
Curso sobre autismo.
Informações claras

“Informativo, interativo, responsivo e dinâmico. Curso muito organizado, bem estruturado, com informações claras e demonstrações muito sensibilizantes. Aporte teórico demonstrado na prática a todo o momento, facilitando o entendimento.”

Daniele Gomes, coordenadora pedagógica
Curso sobre autismo.
Inovador, prático e inspirador
“Inovador, prático, inspirador, conteúdo bem completo, considerando a amplitude das características do autismo.”
Yvina Baldo, professora e mãe
Curso sobre autismo.
Compreender o mundo do autismo
“Inspirador, me fez compreender o mundo do autismo (do meu filho) melhor, me deu força, esperança e me tirou do papel de expectadora, me abriu portas para um mundo diferente, me fez ter outros olhos e me deu o poder de fazer a diferença na vida do meu filho. Fiquei muito feliz de ter participado do curso e indico para todos os profissionais e familiares de pessoas com autismo.”
Danielle Speranza, mãe
Curso sobre autismo.
Aprender através de atividades prazerosas
“Como uma grande oportunidade de aprender, conhecer e desenvolver nossa sensibilidade de forma com que possamos auxiliar nossas crianças ou adultos com autismo a encontrar prazer em interagir socialmente, em brincar, aprender através de atividades lúdicas, interativas e prazerosas para ambas as partes. Vale a pena! É incrível!”
Fabrícia Corrêa Elias, professora
Curso sobre autismo.
Uma experiência fantástica
“Uma experiência fantástica, rica em conhecimento, informação. Superou minhas expectativas, realmente muito bom e proveitoso.”
Ellen Rolim, fonoaudióloga
Muito esclarecedor e motivador
“Fantástico, muito esclarecedor e motivador. Você sai do curso com vontade de chegar em casa e aplicar tudo que aprendeu.”
Lucia Sangiacomo, mãe