Curso Inclusão Escolar para Crianças com Autismo – Módulo Escola

O curso aborda as estratégias da educação inclusiva para promover a participação, a aprendizagem e a inclusão social de crianças com diagnósticos e características do espectro do autismo.

 

Programação do curso

  • introdução à abordagem interacionista, responsiva, motivacional e lúdica da Inspirados pelo
    Autismo para promover o desenvolvimento de pessoas com características do autismo;
  • a perspectiva da educação inclusiva;
  • pesquisas sobre a educação inclusiva;
  • a criação de uma parceria contínua entre família, escola e equipe multidisciplinar para a inclusão escolar;
  • estratégias do professor regente e professor mediador para promover a aprendizagem;
  • otimização da apresentação do conteúdo;
  • preparação de materiais pedagógicos acessíveis e inclusivos;
  • adequação do grau de desafio;
  • estratégias para a avaliação inclusiva;
  • um ambiente físico que facilite participação e aprendizagem;
  • a criação de uma rotina personalizada integrada à rotina da classe;
  • a mediação da interação entre os estudantes da classe;
  • compreendendo comportamentos indesejados e promovendo comportamentos desejados;
  • o estabelecimento de regras e limites;
  • o pensamento social como base para o comportamento social;
  • coerência central, teoria da mente e funções executivas.

Carga horária: 31,5 horas.
Inclui: Certificado de participação e material de apoio impresso.
Público-alvo: Pais, familiares, professores e outros profissionais ligados às pessoas com autismo.
Próximas datas, locais e inscrições: Acompanhe os nossos informativos cadastrando-se em nossa página inicial para saber onde e quando acontecerão as próximas edições do curso sobre Inclusão Escolar para Pessoas com Autismo. Se você deseja organizar um curso sobre Inclusão Escolar para Pessoas com Autismo em sua cidade ou instituição, entre em contato conosco para verificarmos a possibilidade de uma parceria.
 

Participando do curso, você aprenderá:
1. Como estabelecer uma parceria entre familiares, equipe multidisciplinar, professores, coordenadores e colegas na educação inclusiva

Inclusão Escolar para Crianças com Autismo

É essencial a consistência do trabalho em equipe com o objetivo de promover o desenvolvimento e bem-estar da criança. Para isso, será mostrado como estabelecer uma relação de trabalho frutífera e dinâmica, entre os familiares, os profissionais da escola e os profissionais da equipe multidisciplinar. A aprendizagem cooperativa entre a criança com autismo e os colegas também será discutida e exemplificada.

 

2. Quais estratégias o professor regente poderá utilizar para promover a aprendizagem do estudante com autismo
Será mostrado que informações claras e diretas, exemplos contextualizados e significativos para a crianças, a inclusão dos temas de interesse dos estudantes no planejamento das aulas, atividades práticas, o uso de apoios visuais, música, gestos e objetos facilitam o aprendizado. Além disso, serão oferecidas ideias sobre como nutrir a autoestima e autoconfiança da criança, essenciais para que o estudante mantenha-se concentrado no processo de aprendizagem.

 

3. Quais estratégias o professor mediador poderá utilizar para também promover a aprendizagem do estudante com autismo
O professor mediador, em parceria com o professor regente, tem o objetivo de facilitar o envolvimento do aluno com a aprendizagem cognitiva, motora e social. A presença do professor mediador é fundamental para a eficácia da educação inclusiva e seu papel será esclarecido durante o curso.

 

4. Como realizar a mediação da interação entre os estudantes da classe e o aluno com autismo
Para a maioria das crianças com autismo, estar ao lado de crianças com desenvolvimento típico na escola não é o suficiente para que elas consigam participar das atividades em grupo e das brincadeiras lúdicas, assim como para criar e manter amizades. Estratégias para possibilitar a participação em atividades do grupo e o aprofundamento de relações sociais serão apresentadas no curso.

 

5. Como criar uma rotina personalizada integrada à rotina da classe
Colocando-nos no lugar das pessoas com autismo, alteramos nosso olhar e nossa compreensão sobre os comportamentos e enxergamos novas formas para lidar com os desafios do ambiente e propiciar um dia a dia mais confortável às pessoas com autismo com as quais convivemos. É importante que os profissionais observem e atentem-se para as características pessoais do aluno, verificando como ele se comporta diante dos estímulos do meio físico e social, de seu ritmo biológico, e das atividades pedagógicas, de forma a então se identificar as metas e as estratégias para alcançá-las.

 

6. Como tornar o ambiente físico da escola inclusivo favorecendo o aprendizado do aluno com autismo
Na educação inclusiva, a escola e a comunidade oferecem o ambiente necessário para que a criança consiga acompanhar e participar ativamente das aulas e atividades. Cada estudante com autismo tem seu conjunto de características únicas, e a organização do ambiente coletivo deve considerar as necessidades individuais dos estudantes.

 

7. Como preparar materiais pedagógicos acessíveis e inclusivos
Para trazer acessibilidade ao ensino-aprendizagem, a maioria das crianças com autismo se beneficia, pelo menos nos primeiros anos da educação inclusiva, de materiais pedagógicos que acolham seus interesses, suas necessidades motoras e sensoriais, suas habilidades de atenção. A forma como uma informação é oferecida e a forma como se pede que a criança execute uma tarefa específica podem ser essenciais para um resultado positivo.

 

8. Como proporcionar o grau de desafio adequado nas atividades propostas
Se o grau de complexidade de uma tarefa é alto demais para a criança, a aprendizagem não é acessível e o sentido de auto-competência da criança é prejudicado. Entretanto, se o grau de complexidade da tarefa é baixo demais, a criança pode ficar entediada e não querer participar das atividades. Respeitar o desenvolvimento único de cada criança é uma das missões da escola inclusiva.

 

9. Quais estratégias poderão ser utilizadas para a avaliação
No processo de ensino-aprendizagem, tanto o componente “ensino” quanto o componente “aprendizagem” devem ser continuamente avaliados para que a criança tenha oportunidades de aprendizagens cada vez mais acessíveis e eficazes. Tanto o planejamento, a execução e os critérios de avaliação devem levar em conta a forma diferenciada como a criança organiza e expressa seu conhecimento e suas habilidades.

 

10. Como estabelecer regras e limites na escola
O ambiente da escola é, geralmente, um ambiente no qual a criança é exposta a uma maior exposição de limites do que o ambiente do domicílio. A imposição de limites é necessária para que se atenda às necessidades e direitos do grupo, e para a manutenção da segurança e saúde de todos no ambiente. Dicas sobre como estabelecer os limites e sobre como responder aos possíveis comportamentos de protesto relativos a esses limites serão ofertadas no curso. Exemplos de comportamentos indesejados e de imposição de limites na escola serão discutidos com os participantes do curso.

 

Veja mais benefícios dos nossos cursos.
 

Ministrante

Mariana Tolezani, fundadora e diretora da Inspirados pelo AutismoMariana Tolezani (currículo resumido), fundadora e diretora da Inspirados pelo Autismo, trabalha com crianças e adultos com talentos e necessidades especiais de aprendizagem há mais de 17 anos, tendo trabalhado diretamente com mais de 350 crianças e adultos especiais de diversos países e culturas. Graduada em Comunicação Social – Rádio e Televisão pela ECA/USP, trabalhou na instituição The Action Group, na Escócia, com pessoas com necessidades especiais e diversos diagnósticos, como autismo, paralisia cerebral, Síndrome do X Frágil, Síndrome de Down, e outros (1999 e 2000). Coordenou o projeto de Expressão em Vídeo para os alunos portadores de Síndrome de Down da instituição ADID – Associação para o Desenvolvimento Integral do Down – em São Paulo (2001). De 2005 a 2007, recebeu treinamento intensivo no Autism Treatment Center of America, em Massachusetts, nos EUA, tornando-se de 2007 a 2009 Facilitadora Infantil Certificada do Programa Son-Rise para trabalhar diretamente com crianças e adultos diagnosticados no espectro do autismo durante esse período de dois anos. Na Inspirados pelo Autismo, Mariana ministra cursos e treinamentos relativos ao desenvolvimento de programas educacionais para crianças e adultos com autismo, e realiza os serviços personalizados como consultorias presenciais e virtuais oferecidas às famílias e profissionais ligados a pessoas com autismo.

Depoimentos de participantes

“Fabuloso! Oferece amplo conhecimento sobre o autismo na medida em que apresenta as situações vivenciadas pela equipe com autistas em variados níveis! Neste módulo, foi possível identificar vários desafios que uma criança pode viver na escola e como melhorar as atividades e estratégias para incluir de fato e ensinar com qualidade!”
Andréia Medinilha Pancher, mãe
Curso inclusão escolar para pessoas com autismo – Rio Claro, SP, janeiro de 2016

“Um curso bastante estruturado e completo cobrindo conteúdos a respeito de como se portar/estratégias para manejar situações com pessoas no TEA no ambiente escolar: como incluir essa pessoa na escola e estratégias de atividades interessantes/envolventes/motivadoras para os alunos com TEA. Também dá dicas para os profissionais, pais e familiares nesse manejo com o aluno com TEA e os demais envolvidos (equipe profissional, família e demais alunos da sala).”
Camila Alkmim Bianco, psicóloga e mediadora
Curso inclusão escolar para pessoas com autismo – São Paulo, SP, abril de 2016

“É um curso que aborda um olhar mais empático e humanizado para com as crianças, não só com autismo, mas qualquer criança inserida no contexto escolar, auxiliando família, escola e equipe multidisciplinar.”
Érica Rodrigues, psicóloga
Curso inclusão escolar para pessoas com autismo – Teresina, PI, maio de 2016

“Um curso esclarecedor, encantador, dinâmico, pautado na realidade da pessoa com autismo realmente embasado em vivências. Material impresso esclarecedor, rico nos temas e oferece várias ferramentas para a comunidade escolar.”
Ana Paula Cisi Conte, coordenadora/diretora pedagógica
Curso inclusão escolar para pessoas com autismo – São Paulo, SP, agosto de 2016

Veja mais depoimentos dos nossos cursos.

 

Para mais informações sobre nosso curso sobre educação inclusiva, e para levar o curso até a sua cidade ou instituição, contate a coordenadora de nossos eventos, Patrícia Guatimosim, através da nossa página de contato.

Veja também os outros cursos da Inspirados pelo Autismo.

 

Parcela tudo em ate 18x