Curso Educação Inclusiva para Pessoas com Autismo - Módulo Escola - São Paulo, SP - janeiro/2017

O curso aborda as estratégias da educação inclusiva para promover a participação, a aprendizagem e a inclusão social de crianças com diagnósticos e características do espectro do autismo.

São Paulo, SP
27, 28 e 29 de janeiro de 2017
(sexta, sábado e domingo – veja horários)
Carga horária: 31,5 horas.
Inclui: Certificado de participação e material de apoio impresso.
Público-alvo: Pais, familiares, professores e profissionais ligados às pessoas com características do espectro do autismo. Não há pré-requisito para a participação neste curso.

 

Programação do curso

Inclusão Escolar para Crianças com Autismo
Investimento por participante:
R$970 até o dia 11 de novembro de 2016 (desconto de R$174).
R$1040 até o dia 15 de dezembro de 2016.
R$1144 até o dia 20 de janeiro de 2017.
Inscrições limitadas e abertas até o dia 20 de janeiro de 2017 (sexta-feira).

Descontos para Grupos: Instituições ou famílias que inscreverem grupos com 3 ou mais pessoas poderão solicitar desconto de 10% nos valores das inscrições. A solicitação deve ser feita através da nossa página de contato e o pagamento das inscrições de todo o grupo deve ser feito exclusivamente via depósito bancário. Juntamente com o desconto para inscrições antecipadas até o dia 11 de novembro, o desconto total para grupos de 3 ou mais pessoas que se inscreverem até 11/11 chega a cerca de 25% (inscrição a R$873 por participante, um desconto de R$271).

Inscrições para reciclagem:
Para quem deseja fazer o curso pela segunda vez, como reciclagem, o investimento é de R$720 por participante. Para fazer a inscrição de reciclagem, favor entrar em contato.

Parcela tudo em ate 18x

Pagseguro Cielo

Comprar

 

Participando do curso, você aprenderá:
1. Como estabelecer uma parceria entre familiares, equipe multidisciplinar, professores, coordenadores e colegas na educação inclusiva
É essencial a consistência do trabalho em equipe com o objetivo de promover o desenvolvimento e bem-estar da criança. Para isso, será mostrado como estabelecer uma relação de trabalho frutífera e dinâmica, entre os familiares, os profissionais da escola e os profissionais da equipe multidisciplinar. A aprendizagem cooperativa entre a criança com autismo e os colegas também será discutida e exemplificada.

 

2. Quais estratégias o professor regente poderá utilizar para promover a aprendizagem do estudante com autismo
Será mostrado que informações claras e diretas, exemplos contextualizados e significativos para a crianças, a inclusão dos temas de interesse dos estudantes no planejamento das aulas, atividades práticas, o uso de apoios visuais, música, gestos e objetos facilitam o aprendizado. Além disso, serão oferecidas ideias sobre como nutrir a autoestima e autoconfiança da criança, essenciais para que o estudante mantenha-se concentrado no processo de aprendizagem.

 

3. Quais estratégias o professor mediador poderá utilizar para também promover a aprendizagem do estudante com autismo
O professor mediador, em parceria com o professor regente, tem o objetivo de facilitar o envolvimento do aluno com a aprendizagem cognitiva, motora e social. A presença do professor mediador é fundamental para a eficácia da educação inclusiva e seu papel será esclarecido durante o curso.

 

4. Como realizar a mediação da interação entre os estudantes da classe e o aluno com autismo
Para a maioria das crianças com autismo, estar ao lado de crianças com desenvolvimento típico na escola não é o suficiente para que elas consigam participar das atividades em grupo e das brincadeiras lúdicas, assim como para criar e manter amizades. Estratégias para possibilitar a participação em atividades do grupo e o aprofundamento de relações sociais serão apresentadas no curso.

 

5. Como criar uma rotina personalizada integrada à rotina da classe
Colocando-nos no lugar das pessoas com autismo, alteramos nosso olhar e nossa compreensão sobre os comportamentos e enxergamos novas formas para lidar com os desafios do ambiente e propiciar um dia a dia mais confortável às pessoas com autismo com as quais convivemos. É importante que os profissionais observem e atentem-se para as características pessoais do aluno, verificando como ele se comporta diante dos estímulos do meio físico e social, de seu ritmo biológico, e das atividades pedagógicas, de forma a então se identificar as metas e as estratégias para alcançá-las.

 

6. Como tornar o ambiente físico da escola inclusivo favorecendo o aprendizado do aluno com autismo
Na educação inclusiva, a escola e a comunidade oferecem o ambiente necessário para que a criança consiga acompanhar e participar ativamente das aulas e atividades. Cada estudante com autismo tem seu conjunto de características únicas, e a organização do ambiente coletivo deve considerar as necessidades individuais dos estudantes.

 

7. Como preparar materiais pedagógicos acessíveis e inclusivos
Para trazer acessibilidade ao ensino-aprendizagem, a maioria das crianças com autismo se beneficia, pelo menos nos primeiros anos da educação inclusiva, de materiais pedagógicos que acolham seus interesses, suas necessidades motoras e sensoriais, suas habilidades de atenção. A forma como uma informação é oferecida e a forma como se pede que a criança execute uma tarefa específica podem ser essenciais para um resultado positivo.

 

8. Como proporcionar o grau de desafio adequado nas atividades propostas
Se o grau de complexidade de uma tarefa é alto demais para a criança, a aprendizagem não é acessível e o sentido de auto-competência da criança é prejudicado. Entretanto, se o grau de complexidade da tarefa é baixo demais, a criança pode ficar entediada e não querer participar das atividades. Respeitar o desenvolvimento único de cada criança é uma das missões da escola inclusiva.

 

9. Quais estratégias poderão ser utilizadas para a avaliação
No processo de ensino-aprendizagem, tanto o componente “ensino” quanto o componente “aprendizagem” devem ser continuamente avaliados para que a criança tenha oportunidades de aprendizagens cada vez mais acessíveis e eficazes. Tanto o planejamento, a execução e os critérios de avaliação devem levar em conta a forma diferenciada como a criança organiza e expressa seu conhecimento e suas habilidades.

 

10. Como estabelecer regras e limites na escola
O ambiente da escola é, geralmente, um ambiente no qual a criança é exposta a uma maior exposição de limites do que o ambiente do domicílio. A imposição de limites é necessária para que se atenda às necessidades e direitos do grupo, e para a manutenção da segurança e saúde de todos no ambiente. Dicas sobre como estabelecer os limites e sobre como responder aos possíveis comportamentos de protesto relativos a esses limites serão ofertadas no curso. Exemplos de comportamentos indesejados e de imposição de limites na escola serão discutidos com os participantes do curso.

 

Horários
6a feira
08:30 às 09:00 cadastro
09:00 às 11:00 aula
11:00 às 11:30 intervalo (coffee break)
11:30 às 13:00 aula
13:00 às 14:30 almoço
14:30 às 16:45 aula
16:45 às 17:15 intervalo (coffee break)
17:15 às 19:30 aula
Sábado
08:30 às 10:45 aula
10:45 às 11:15 intervalo (coffee break)
11:15 às 13:00 aula
13:00 às 14:30 almoço
14:30 às 16:45 aula
16:45 às 17:15 intervalo (coffee break)
17:15 às 19:30 aula
Domingo
08:00 às 10:00 aula
10:00 às 10:30 intervalo (coffee break)
10:30 às 12:00 aula
12:00 às 13:30 almoço
13:30 às 15:30 aula
15:30 às 16:00 intervalo (coffee break)
16:00 às 18:00 aula

 

Ministrante

Mariana Tolezani, fundadora e diretora da Inspirados pelo AutismoMariana Tolezani (currículo resumido), fundadora e diretora da Inspirados pelo Autismo, trabalha com crianças e adultos com talentos e necessidades especiais de aprendizagem há mais de 17 anos, tendo trabalhado diretamente com mais de 350 crianças e adultos especiais de diversos países e culturas. Graduada em Comunicação Social – Rádio e Televisão pela ECA/USP, trabalhou na instituição The Action Group, na Escócia, com pessoas com necessidades especiais e diversos diagnósticos, como autismo, paralisia cerebral, Síndrome do X Frágil, Síndrome de Down, e outros (1999 e 2000). Coordenou o projeto de Expressão em Vídeo para os alunos portadores de Síndrome de Down da instituição ADID – Associação para o Desenvolvimento Integral do Down – em São Paulo (2001). De 2005 a 2007, recebeu treinamento intensivo no Autism Treatment Center of America, em Massachusetts, nos EUA, tornando-se de 2007 a 2009 Facilitadora Infantil Certificada do Programa Son-Rise para trabalhar diretamente com crianças e adultos diagnosticados no espectro do autismo durante esse período de dois anos. Na Inspirados pelo Autismo, Mariana ministra cursos e treinamentos relativos ao desenvolvimento de programas educacionais para crianças e adultos com autismo, e realiza os serviços personalizados como consultorias presenciais e virtuais oferecidas às famílias e profissionais ligados a pessoas com autismo.

 

Local

Ibirapuera Hall
Av. Ibirapuera, 2315, Moema
São Paulo – SP
Fone: 11 3759-7676
http://ibirapuerahall.com.br/site/

O auditório do Ibirapuera Hall localiza-se a, aproximadamente, 15 minutos de carro do Aeroporto de Congonhas e a 01 hora de carro do Aeroporto de Guarulhos. O auditório fica na Avenida Ibirapuera e próximo ao Shopping Ibirapuera. No bairro de Moema, local onde realizaremos o curso, existem muitas opções de lanchonetes, restaurantes e hotéis.

Confira as principais distâncias em relação ao local:
5 km do Aeroporto de Congonhas
10 km do Centro da cidade
35 km do Aeroporto Internacional de Guarulhos

 

Sugestões de hospedagem

Hotel Intercity Premium Ibirapuera
(localizado a 300m do auditório)
Av. Ibirapuera, 2577, Moema
São Paulo – SP
Telefone: (11) 3577-7100
http://www.intercityhoteis.com.br/hoteis/sao-paulo/hotel-intercity-ibirapuera/

Parcela tudo em ate 18x

Pagseguro Cielo

Inscreva-se agora

 

Depoimentos de participantes

“Ir para o curso foi uma das melhores coisas que fiz na vida. Sinto como se eu estivesse dividida na Elizângela antes do curso e depois do curso.”
Elisângela, mãe de Matheus, 5

“A ministrante é uma pessoa capacitada, pró-ativa, interacionista e divertida. Consegue nos passar segurança em aplicar a abordagem de maneira simples e clara.”
Silvania Rita de Paiva, professora e coordenadora pedagógica

“O curso foi rico e recheado de sentimentos, estratégias e atitudes de primordial importância para proporcionar ou otimizar o aprendizado social de crianças no espectro autista, seus familiares, profissionais e amigos.”
Andréa, mãe do Giuliano, 8

“Se tivéssemos que avaliar o curso, a nota seria 10 em tudo!”
Márcia Pereira de Souza, Diretora do Centro Educacional Especializado em Autismo do Município de Ji-Paraná – RO[/toggle]

“Li muitas coisas antes de ir mas entender a essência só consegui lá no curso. Conhecer os ministrantes foi incrivel. Eles são realmente especiais. Transmitem uma alegria maravilhosa.”
Elisângela, mãe de Matheus, 5

“Sabe aquela hora em que você pensa: ‘ele disse tudo que eu gostaria de dizer’? Então, é isso! A Inspirados pelo Autismo nos ensinou atitudes de otimismo, e isso foi TUDO para nós! Obrigada Mari, Lincoln, Juli e Patricia!”
Sarah Peron, mãe do Heitor

Veja mais depoimentos dos nossos cursos.

Informações adicionais

Para mais informações sobre nosso curso sobre autismo, contate a coordenadora de nossos eventos, Patrícia Guatimosim, através da nossa página de contato.

Veja também os outros cursos da Inspirados pelo Autismo.